Comprar casa é para otário

Hoje me deparei com uma situação pessoal que gostaria de compartilhar que ilustra bem como ricos e investidores pensam, e que pode auxiliá-lo em sua jornada rumo à independência financeira.

Eu estava pesquisando pela “casa dos meus sonhos” por aqui e me deparei com um “apartamento de traficante de filme americano”, uma cobertura duplex de quatro quartos em frente à praia de 700 metros quadrados aqui onde eu moro (Sunshine Coast, Austrália). O aluguel era de AUD 1.650 por semana (aluguéis na Austrália e Nova Zelândia são cotados por semana) e, o que é interessante, este mesmo apartamento está à venda por AUD 2,9 milhões.

O aluguel pode parecer salgado a AUD 85.200 por ano, mas se eu tenho AUD 2,9 milhões e conseguir um retorno de 8% ao ano, tenho um rendimento de AUD 232.000 ao ano. Isso não só paga o meu aluguel, como sobra dinheiro para reinvestir, aumentando o meu patrimônio. Além disso, aqui na Austrália quando você aluga um imóvel, quem paga os impostos e condomínio é o proprietário, portanto se eu comprar um imóvel ainda tenho esses custos, que não existem quando eu alugo. Sem contar a facilidade que é me mudar quando eu me “enjoar” do apartamento. Seu eu comprar um apartamento de valor tão elevado, ainda fico com um elefante branco nas mãos.

Isso levando em conta que estou comprando à vista. Financiando o caso é um pouco diferente, e você pode pensar que vale a pena comprar financiado pelo fato de os juros na Austrália serem baixos e de você estar “investindo” em algo que será seu. Porém, algo que as pessoas se esquecem completamente é que no financiamento os juros são pagos na frente, ou seja, nos primeiros anos você paga juros e o seu saldo devedor cai muito pouco, além de haver os custos da transação. Tradução: a não ser que você for morar no mesmo local por 30 anos, provavelmente você perderá dinheiro. Você ficará com o seu dinheiro empatado e poderia estar usando este dinheiro para aumentar o seu patrimônio.

Toda essa mecânica e maneira de pensar eu discuto em detalhes no meu livro “Os mitos do dinheiro“. Caso você tenha interesse em saber mais sobre esse assunto, não deixe de lê-lo.

Uma hora depois, abri o Youtube (olha a Lei da Atração aí) e apareceu como vídeo recomendado para mim o seguinte título: “Comprar casa é para otário”. Este vídeo reflete exatamente o meu ponto de vista pessoal e que explorei em “Os mitos do dinheiro“, e recomendo que você assista. Posso afirmar que o autor do vídeo, Marcelo Veiga, é alguém que estuda o assunto e entendeu direitinho que toda essa coisa de “você tem que ter uma casa própria” é um excelente negócio — para os bancos, não para o consumidor. Não deixe de assistir.