A Grande Aposta (The Big Short)

Um dos raros casos onde o filme é melhor do que o livro. Baseado no livro do Michael Lewis, que não recomendei por ser maçante demais, o filme conseguiu a proeza de tornar o tema leve, engraçado e fácil de entender. Para isso, eles usaram alguns recursos interessantes, como o personagem que é ao mesmo tempo o narrador e interage com a câmera (no estilo Frank Underwood, do House of Cards) e cada vez em que há um diálogo em que jargões são usados, eles param um filme para explicar o que é aquilo. Aliás, elenco de primeira linha.

O filme, assim como o livro, é sobre a crise de 2008 e como algumas pessoas viram que havia uma bolha no mercado imobiliário norte-americano, inclusive com fraude e corrupção, e com isso apostaram contra o mercado imobiliário e ficaram bilionárias. O problema, e achei bacana que o filme frisou isso bem, assim como estava no livro, que foram anos para a aposta dar certo, e nesses anos o mercado continuou subindo e os caras ficaram desesperados, pois os bancos pediam mais garantias para cobrir a posição e todo mundo falando que eles estavam malucos.

Em resumo, uma boa diversão para todos aqueles que curtem o tema finanças.

Nota: o nome do livro em português é “A Jogada do Século”, mas lançaram o filme no Brasil como “A Grande Aposta”.