Retrospectiva 2010

No início do ano eu postei aqui uma lista de metas que eu tracei para 2010, e como 2010 está quase acabando, resolvi revisitá-las e verificar o que aconteceu. Vamos lá.

1. Estudar mais a fundo investimentos de imóveis nos EUA. Ainda tenho muito a estudar e aprender. Ainda tenho de fazer muitas contas para ver se vale realmente à pena, pois aqui as coisas funcionam de maneira diferente. Pretendo abrir um tópico contando minhas descobertas nesta área em breve.

Acabou que eu não estudei tanto quanto eu queria, eu acabei ficando desestimulado por alguns motivos. O retorno é alto do ponto de vista americano, onde poupança rende 1% ao ano. Assim um investimento de 6% ao ano parece fazer sentido. Só que há, em minha opinião (atual), outras maneiras de se ganhar dinheiro com menos “estresse”.

2. Estudar a possibilidade de investimento em negócios. Uma coisa interessantíssima nos EUA é que existem empresas especializadas na intermediação de compra e venda de negócios (corretores, tal como existem corretores de imóveis existem aqui corretores de negócios), e bancos financiam a compra de negócios (igualzinho ao jogo Cashflow!). Então pode ser uma oportunidade, mas tenho de estudar mais a fundo isso, não só para ver se precisaria de financiamento como teria de ser um negócio que não demande muito de mim, enfim, fazer as contas direitinho para ver se vale à pena.

Acabou ficando em segundo plano e não pesquisei. Vamos ver se pesquiso isso em 2011.

3. Aumentar o meu “escore” de crédito.

Feito. Meu escore agora tá alto.

4. Alocar pelo menos 10% dos meus investimentos em ouro e/ou prata em 2010, inclusive vendo se não seria interessante alocar 20% ou mesmo 30%. Já comecei de mansinho a comprar moedas de prata.

Comprei as moedas, o ouro me rendeu 20% em 2010 e a prata, 50%. 2010 foi definitivamente o ano da prata. Infelizmente não aloquei 10% do meu patrimônio, acabou que eu aloquei apenas cerca de 4%. Isso aconteceu porque em vez de resgatar dinheiro de meus outros investimentos eu decidi por comprar usando apenas dinheiro “novo”.

Coisas que eu fiz e que não havia planejado:

Acabou que em 2010 eu escrevi dois livros (o segundo eu terminei na sexta passada e será lançado em 2011), quando meu desejo era ter lançado apenas um. Isso foi positivo.

Para os próximos anos pretendo escrever um livro por ano. Não mais do que isso porque na época em que escrevia livros “sem parar” (1996-1998) não me sobrava tempo para mais nada, e acho que é importante encontrar o equilíbrio.

Em 2010 eu relaxei um pouco, voltei a repensar em investimentos só mais agora para o final do ano. Por exemplo, as moedas eu comprei até março, depois não comprei mais nada.

Em breve traçarei minhas metas para 2011 e posto aqui.

Abraços,
Gabriel.