Livros de autores estrangeiros (em português) 

Bumerangue – Michael Lewis

BumerangueEste livro cobre a recente crise internacional (2011), e é dividido em cinco capítulos, cobrindo os seguintes países: Islândia, Grécia, Irlanda, Alemanha e Estados Unidos. A leitura é extremamente prazerosa (eu terminei de lê-lo em dois dias) e o seu diferencial é o fato do autor ter ido aos países retratados e conversado com ministros, políticos, acadêmicos e personalidades locais, não sendo um livro que foi escrito por alguém que só acompanhou as crises pela televisão e na base do “ouvi dizer”.

Há muitas lições que podem ser tiradas dessas crises. Cito apenas três das inúmeras explicações dadas no livro e que me chamaram a atenção:

Irlanda: A Irlanda teve uma bolha especulativa imobiliária similar a dos EUA. O problema é que os preços dos imóveis subiram muito, mas sem que dinheiro novo (leia-se de investidores localizados fora do país, em particular na Europa) estivesse entrando na economia. Por exemplo, é como se eu dissesse que minha casa de R$ 100 mil valesse R$ 500 mil, e você dissesse que a sua casa de R$ 100 mil vale R$ 500 mil. Aí eu vendo a minha casa para você por R$ 500 mil e você vende a sua para mim por R$ 500 mil. O resultado é zero, exceto que inflamos o preço da casa. Foi mais ou menos isso que ocorreu na Irlanda, que chegou ao cúmulo de ter mais casas construídas do que população para habitá-las. A lição aqui: será que o aumento do preços dos imóveis no Brasil é por conta de algo similar (significando uma bolha especulativa que explodirá no futuro) ou há realmente novo dinheiro (externo) entrando no mercado imobiliário?

Grécia: A Grécia falsificou na “cara dura” os seus resultados econômicos para entrar na União Européia. O país é uma zona, com finanças sem o menor controle de gastos, a corrupção é pior do que no Brasil e o governo grego é o maior cabide de emprego do mundo. Só um exemplo dentro dos trocentos dados: a companhia ferroviária estatal tem faturamento anual de US$ 100 milhões e uma folha de pagamento de US$ 400 milhões. E não estamos nem contando despesas com manutenção, etc. A lição aqui: ainda bem que o Brasil evoluiu tanto nos últimos anos e que não somos gregos! Você acha o Brasil ruim, vá para a Grécia para ver o que é bom!

EUA: O problema é que o pessoal nos EUA é contra as medidas drásticas que precisam ser feitas para resolver a crise atual. Tudo mundo acha que algo precisa ser feito, mas quando fala-se em cortar benefícios e trabalhar mais, ninguém quer. O autor levanta uma hipótese interessantíssima, que o ser humano é programado para a escassez, e tem o seu maior desempenho em um ambiente adverso e com desafios. Na cultura americana contemporânea, a população acostumou-se a não precisar “ralar” tanto, e agora que é hora de “ralar” acha que “ralar” é só para os outros (isto é, países menos desenvolvidos). É por isso que os americanos estão tomando o maior “pau” dos países emergentes em produtividade e educação.

Apesar de não ser um livro especificamente sobre independência financeira, sua leitura elevará a sua educação financeira, especialmente por conta da atualidade do tema, e por isso eu estou colocando o mesmo como “recomendado”.

Obs: Li este livro no original em inglês e por isso não tenho como avaliar a qualidade da tradução/adaptação.

Conclusão Final: Recomendado

Ficha Técnica

Título: Bumerangue
Título Original: Boomerang
Autor: Michael Lewis
Número de Páginas: 224 (português), 224 (inglês)
Link para comprar (em português)
Link para comprar (em inglês)

Posts similares